Pista de dança: 3 dicas para não fazer feio

No dia do seu casamento, é natural que você e seus convidados experimentem uma série de sensações: a ansiedade toma conta durante o making of ou o percurso para a igreja. Na benção religiosa, por sua vez, a emoção dá o tom.

Já a festa é sinônimo de alegria. O desejo de todo casal é que o momento se torne inesquecível também para os convidados. E o auge da diversão, com toda certeza, acontece na pista de dança.

É nessa hora que uma coleção de situações inusitadas costuma acontecer: os mais tímidos se deixam contagiar pelo ritmo e acabam se soltando, mesmo que o seu molejo seja um tanto desengonçado.

No post de hoje, nós separamos algumas dicas que vão fazer a pista bombar durante toda a recepção. Depois, é só começar a treinar as coreografias!

 

1. Na escolha do repertório seus gostos pesam, mas esforce-se para agradar a todos

 

Essa é uma dica essencial. É óbvio que o gosto musical dos noivos deve influenciar na escolha das músicas, afinal de contas, a festa deve ter a sua cara. Assim, não é pecado excluir um ritmo da lista por completa falta de afinidade: seus convidados vão sobreviver!

Por outro lado, tome cuidado para não restringir demais o setlist. O ideal é ficar no meio do caminho entre aquilo que você e o seu amor ouvem, os clássicos – não é preciso pesquisa para afirmar que “Macarena”, por exemplo, é tocada em 90% dos casamentos – e os hits do momento.

Nesse sentido, a aposta em uma seleção eclética revela-se uma ótima estratégia. Isso porque o seu objetivo é agradar se não a todos, a maioria das pessoas que estejam no salão.

Esse cuidado é essencial para garantir que a pista tenha movimento o tempo todo. Tudo o que você não quer é que os convidados percam o pique rapidamente!

2. Faça um rodízio de atrações

Se o seu orçamento permite, vale fazer um rodízio de atrações. Por que não ter uma banda e um DJ ao mesmo tempo? O único cuidado, nesse caso, é orientá-los para que os repertórios não sejam muito parecidos. O ideal é que eles se complementem.

Para que ninguém seja ofuscado, cada um pode ter o seu momento de protagonismo. O DJ pode, por exemplo, evitar a dispersão nos momentos em que a banda faz uma pausa.

E quem disse que a sua pista de dança abre espaço apenas para o que é tradicional? Inovar é permitido sim! Tudo depende da preferência dos noivos, vale considerar, por exemplo, um showzinho de jazz logo no início da festa. Qualquer que seja o ritmo, a dica é: deixe os principais sucessos para mais tarde, depois que todos já se alimentaram.

 

 

3. Garanta a animação, sempre!

Nossa última sugestão talvez seja a mais importante delas: garanta a animação! Isso vai depender também do carisma de quem está com o microfone, que sempre que possível, deve envolver os convidados, incentivando-os a fazer as coreografias ou até a soltar a voz, sem se preocupar com a afinação. Afinal, não estamos no “The Voice”…

Vale também abrir uma brecha para que eles deem sugestões de músicas que não estavam no roteiro. A gente sabe o quanto situações improvisadas podem render bons momentos.

Lance mão de outras estratégias para motivá-los a permanecer na pista: recorra as plaquinhas, com mensagens divertidas, que podem ser de grande valia para as pessoas mais tímidas. Quem sabe um novo casal não se forma?

Cuide também para oferecer um mimo: mantenha um serviço de petiscos sempre por perto. Se quiser ir além, você pode disponibilizar um calçado mais confortável, como um chinelo, ou até mesmo uma massagem para os que começam a demonstrar sinais de cansaço.

Quer que a sua pista de dança bombe o tempo inteiro? Conheça os profissionais da AltaConexão eventos e faça a sua festa com a gente! Se desejar mais informações sobre os nossos serviços, entre em contato conosco!

 

GOSTOU DO NOSSO TRABALHO? PEÇA UM ORÇAMENTO> PEDIR ORÇAMENTO

Contato via Whatsapp